Precisamos de políticas públicas eficazes para alavancar o emprego

carteira_empre_data2-1024x683

O Brasil criou 529.554 vagas com carteira assinada em 2018, de acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta semana. É muito bom saber que tanta gente conseguiu emprego formal, mas os números ainda estão abaixo do esperado.

Temos mais de 13 milhões de pessoas na fila do desemprego em todo país. Isso não podemos ignorar. Os setores que mais empregam foram também os que menos abriram vagas, como construção civil e indústria. Comércio e Serviço impulsionaram o crescimento.

O levantamento demonstra também que as regiões Norte e Centro-Oeste são as menos favorecidas. O Nordeste ficou em terceiro lugar com mais de 80 mil pessoas no trabalho formal, enquanto o Sudeste (251 mil) e Sul (102 mil) lideram o ranking.

Todos esses dados demonstram que há falta de investimentos e de políticas públicas eficazes para alavancar o emprego em todo Brasil e não apenas no Sul e Sudeste. Somente assim, a economia voltará a crescer e a desigualdade social irá reduzir.