Opinião

Não mexam nos nossos direitos!

centrais_sindicaiscentrais_sindicais

As centrais sindicais foram chamadas para participar de uma reunião com representantes do governo sobre as pretendidas mudanças na legislação previdenciária. O encontro acontece nesta segunda-feira, 5, em Brasília. Claro que aceitamos. Afinal, sempre foi nosso objetivo participar ativamente das discussões sobre a Previdência para fazer com que os direitos da classe trabalhadora sejam...

Continue lendo

Alterações climáticas

climaclima

Acontece neste mês, no Marrocos, a 22ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. No primeiro semestre deste ano, 192 países-membros da ONU já assumiram compromissos com a assinatura do Acordo de Paris, que passou a vigorar no último dia 4 de novembro. A principal proposta do acordo será tirar do papel medidas para...

Continue lendo

Juntos dia 25 pelos direitos e empregos

paulinho-artigo-2paulinho-artigo-2

A Força Sindical e as demais centrais estão empenhadas em fazer do “Dia Nacional de Mobilizações e Paralisações”, a ser realizado em nível nacional no dia 25, um marco na história do movimento sindical. Nessa data, representantes das centrais, das mais diversas categorias, vão parar, por tempo determinado e de forma pacífica, fábricas, comércio,...

Continue lendo

Dia 25: Dia Nacional de Mobilizações e Paralisações

850_400_desemprego-no-brasil850_400_desemprego-no-brasil

O Brasil vivencia uma forte crise econômica, com o recuo da produção, baixo consumo, juros altos, queda nos investimentos, empresas encerrando suas atividades, comércio retraído e uma taxa de desemprego assustadora, que já alcançou a casa dos doze milhões de desempregados. E, enquanto isto acontece, sofremos, ainda, com as constantes tentativas, por parte do...

Continue lendo

Dignidade para aposentados e pensionistas

30378933416_677e372ec1_k30378933416_677e372ec1_k

Nestes tempos de crise, com juros altos, queda na produção, no consumo e desemprego, um segmento, em especial, é o que mais sofre com as consequências provocadas pela recessão: o dos aposentados e pensionistas brasileiros. São eles quem mais utilizam medicamentos de uso contínuo, muitos de preços proibitivos. São eles quem, com frequência, se...

Continue lendo

Atividade física: uma questão de saúde pública

alliny-2alliny-2

Estamos no horário de verão. Mas, você já escolheu uma atividade física para praticar com esta horinha a mais que temos de sol. A prática regular de exercício físico melhora a circulação, deixa os pulmões mais eficientes, combate a osteoporose, afasta a depressão, aumenta a sensação de bem-estar, deixa o cérebro mais saudável, diminui...

Continue lendo

A injusta decisão sobre a desaposentação

paulinho-celpaulinho-cel

Ao rejeitar, no último dia 26, por sete votos a quatro, a possibilidade de um trabalhador que, após aposentar-se, continua a trabalhar para aumentar seu rendimento e, depois, para receber proventos maiores com base nas novas contribuições à Previdência, a chamada “desaposentação”, o Supremo Tribunal Federal (STF) dá um basta nas pretensões de milhões...

Continue lendo

Para o País voltar a crescer

paulinho32paulinho32

Foram quatro anos de constantes elevações e manutenções nas alturas da taxa básica de juros (Selic) até que a equipe econômica do governo resolvesse, enfim, atender aos anseios dos trabalhadores, e da sociedade brasileira como um todo, e promover uma mais do que necessária redução dos juros. Pena que a baixa, de 0,25%, tenha...

Continue lendo

Reduzir muito os juros para o país crescer

paulinho32paulinho32

A Força Sindical e as demais centrais realizam hoje, às 10 horas (horário em que tem início a reunião do Copom que decide como ficarão os juros), uma manifestação em frente ao Banco Central, na av. Paulista, para que a taxa de juros sofra uma redução drástica. Atos com a mesma finalidade ocorrerão simultaneamente em vários...

Continue lendo

Por uma redução drástica nos juros

paulinho-artigopaulinho-artigo

Começa nesta 3ª feira, 18, a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), a 7ª deste ano, que vai anunciar, no dia seguinte, como ficará a taxa básica de juros (Selic), se será mantida, elevada ou reduzida. Vale ressaltar que, em outubro de 2012, o Copom fixou a Selic em 7,25% a. a., e,...

Continue lendo