Qualificação profissional garante primeiro emprego para os jovens das cidades paulistas

5a93b868-000f-4cc8-abe8-f584b212535a

Entrar no mercado de trabalho é difícil para muita gente, principalmente para quem é jovem ou para quem está desempregado há bastante tempo. Uma das maneiras de conseguir emprego é aprender alguma profissão ou fazer cursos de reciclagem para ficar sempre atualizado.

De acordo com o IBGE, o Brasil fechou o ano de 2018 com 12,2 milhões de desempregados. São muitas as causas para o alto índice de pessoas sem emprego e uma dessas é a falta de capacitação profissional. Só para se ter uma ideia, há empresas com vagas abertas e não conseguem preenche-las por falta de profissionais qualificados.

Foi pensando em oferecer maiores oportunidades aos jovens e desempregados, que o deputado federal Paulinho da Força intermediou junto ao governo estadual a realização de cursos profissionalizantes em cidades do interior paulista e na periferia de São Paulo.

Segundo o deputado, a parceria que ocorreu até o ano passado com o governo paulista propiciou a entrada de muitos jovens no mercado de trabalho em todas as regiões paulistas.

“Os jovens são os que mais sofrem com desemprego por causa da falta de experiência e por não terem uma profissão. Muitos até querem se qualificar, mas não têm dinheiro para pagar as aulas. Por isso, intermediei diversos cursos e o resultado foi ver os alunos entrarem no mercado de trabalho antes mesmo de concluírem os cursos. É gratificante”, afirma Paulinho da Força.

Primeiro emprego – Uma das cidades beneficiadas com a ação, Oriente (SP) conseguiu capacitar cerca de 90 pessoas em 2018, entre jovens e adultos. A maioria desempregado ou em busca do primeiro emprego. A estudante Ana Julia Reis Mosquini, 17 anos, foi uma das alunas do curso de auxiliar administrativo, intermediado pelo deputado federal Paulinho da Força.

A qualificação teve duração de 230 horas, mas foi o suficiente para Ana Julia conseguir a sua primeira oportunidade de emprego. Ela conta que antes do curso era muito difícil trabalhar.

“É importante se qualificar, porque hoje em dia o mercado de trabalho é mais concorrido. Ter uma qualificação faz você se destacar em uma seleção de emprego. É muito importante ter uma formação e poder melhorar sua capacidade e habilidade na profissão que escolheu”, afirmou.

Falta de oportunidade – De acordo com a vereadora de Oriente, Monica Raymundi (Solidariedade), a cidade com quase sete mil moradores, oferece poucas oportunidades de emprego e isso obriga os jovens a procurarem vagas em municípios vizinhos, o que dificulta ainda mais a inserção, já que a concorrência aumenta bastante.

“Com a capacitação, eles passaram a ter mais oportunidades e podem tentar uma vaga mais confiantes. Víamos aqui muitos jovens que já tinham terminado os estudos e que estavam ociosos, sem trabalhar e sem estudar. A qualificação chegou em boa hora, porque além de garantir uma renda, melhorou a autoestima e a vontade de vencer na vida”, conta a vereadora.

Além do município de Oriente, o deputado Paulinho da Força intermediou cursos profissionalizantes para Barretos, Mirandópolis, General Salgado, Ituverava, Guará, Botucatu, Coronel Macedo, dentre Outras.

 

Paulinho visita alunos de curso profissionalizante.

Paulinho visita alunos de curso profissionalizante.