eSocial passa a valer para empregadores do Simples Nacional – G1

Entra em vigor nesta quinta-feira (10) a obrigatoriedade de adesão ao eSocial para empregadores do Simples Nacional (incluindo MEI), empregadores pessoa física (exceto doméstico), produtor rural PF e entidades sem fins lucrativos. O eSocial é uma ferramenta que reúne os dados trabalhistas, fiscais, previdenciários das empresas em uma só plataforma. Ele substitui o preenchimento...

Continue lendo

Com juros em baixa, portabilidade de crédito cresce 70% em 2018 – G1

Os juros mais baixos têm ajudado a incentivar a portabilidade de crédito no país. O número de dívidas transferidas entre bancos cresceu 69,6% em 2018, segundo dados do Banco Central. ENTENDA como funciona a portabilidade de crédito Pela portabilidade de crédito, o consumidor tem o direito de migrar uma dívida de um banco para...

Continue lendo

Produção industrial tem alta de 0,1% em novembro, aponta IBGE – G1

A produção industrial brasileira registrou alta de 0,1% em novembro, na comparação com outubro, segundo divulgou nesta terça-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com novembro de 2017, houve queda de 0,9%. “Os índices acumulados do ano (1,5%) e nos últimos 12 meses (1,8%) continuam positivos, mas o setor...

Continue lendo

Novo presidente da Caixa diz que juros do crédito habitacional para classe média serão os de mercado – G1

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou nesta segunda-feira (7), após cerimônia de posse no Palácio do Planalto, que a classe média terá de pagar juros de mercado para o financiamento habitacional. Segundo ele, serão juros maiores do que os oferecidos nas operações do Minha Casa Minha Vida, programa habitacional que conta com...

Continue lendo

Tribunal define normas para pagamento de auxílio-moradia – R7

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio Noronha, publicou resolução em que define regras para o pagamento do auxílio-moradia no âmbito da Corte. O texto barra o pagamento do benefício para ministros que tiverem imóvel funcional ou próprio no Distrito Federal, onde fica o Tribunal.

Continue lendo